fbpx

Economia Circular – Como a tecnologia pode ajudar sem destruir

energia circular

A economia circular implica em novos processos, compreender e rastrear a origem das entradas e garantir a destinação das saídas, em uma visão sistêmica para geração de impactos positivos, no qual busca, além da eficiência e eficácia, gerar consequência positivas para os envolvidos, em uma relação de ganha-ganha.

Na história da humanidade percebemos que todas as coisas evoluem, ou pelo menos deveriam. Quando se fala de economia e sustentabilidade, a ação que encontramos com mais frequência é a da reciclagem para transformação de resíduos em matéria prima. 

Pensar apenas na reciclagem é como aplicar um curativo tópico numa ferida aberta. Se faz necessária uma reflexão mais profunda para reorganizar o sistema produtivo. Aqui evito usar o termo cadeia produtiva, pois já não precisamos mais estar presos a um único modelo econômico linear, que inclusive já se provou defasado e insustentável. 

economia circular

Economia Circular – Mudança de Mentalidade e Atitudes

No modelo de economia circular, a engenharia dos produtos já prevê um descarte otimizado para reciclagem, remanufatura, redistribuição, reparo e reuso (5Rs). A partir de um design inteligente, evitaremos que os recursos naturais sejam extraídos à exaustão. 

Na palestra TEDx, o autor e empreendedor Pablo Marçal nos aponta uma solução, ele indica que tudo o que é natural se movimenta e o que é artificial é estático. A partir dessa reflexão, a economia circular parece ser a única opção viável e o próximo passo da evolução humana. Essa evolução passa inevitavelmente por uma ação conjunta de toda a sociedade, desde o projeto dos fabricantes até o comportamento dos consumidores. 

O que é Economia Circular

Oportunidades que já podemos aproveitar

Nos últimos anos existe um movimento de reeducação do consumo que em parte encontra barreiras por parte dos interesseiros, mas por outro lado também recebe o apoio de pessoas com grande poder de influência e mudança em escla mundial.

A Retomada Verde de Joe Baiden em 2021 é um grande avanço ao aderir novamente aos acordos mundiais de sustentabilidade e adotar mudanças como, por exemplo, usar carros elétricos nos setores públicos dos EUA.

Exemplo de movimentações políticas, que revertem ações anteriores, na direção da sustentabilidade através da adoção de novas tecnologias.

Como usar a tecnologia a nosso favor sem destruir os recursos naturais

O mundo já está mudando e existem diversas ações individuais e coletivas que já representam uma “pegada mais leve” para o futuro da humanidade:

  1. Amazon desenvolve o Kindle que minimiza o consumo de papel para o mercado de literatura
  2. Tesla desenvolve carros elétricos com cada vez mais autonomia e emissão ZERO de carbono.
  3. Telemedicina se tornou mais popular (via pandemia do COVID-19) e evita o deslocamento desnecessário em boa parte dos pacientes que podem se consultar sem sair de casa.
  4. Apple, uma das líderes mundiais em tecnologia, assume um compromisso público e desenvolve um plano de ação para adaptar totalmente a sua linha de produção para emissão zero de carbono até 2030.
  5. Desenvolvimento de embalagens cada vez mais sustentáveis, naturais e biodegradáveis.
  6. Marketing Digital gera empregos e empreendedorismo ao mesmo tempo que evita o
  7. Consumidores fazem pressão aos fornecedores pelas redes sociais e exige mudanças.
  8. Guias online permitem perceber uma maior disponibilidade de produtos orgânicos e favorecimento da produção local.
  9. Cidades se tornam mais receptivas às atividades ecológicas e conscientizam a população, desde a criação de parques públicos e ciclovias até o rodízio de carros e sensores de poluição.
  10. Diversos canais no YouTube mostram o quanto dinheiro estamos jogando no lixo diariamente – lembra o Julius, pai do Chris? – e apontam soluções simples de economia doméstica para o zero desperdício, como compras a granel, reuso de embalagens, coleta seletiva de lixo, etc.
  11. Iniciativas como as Lojas Tare (fixa) e Refillery (móvel) trazem propostas inovadoras para a compra de produtos a granel com reutilização de embalagens.
  12. Projeto Compostar em Brasília e Curitiba incentiva a mudança de hábitos ao coletar resíduos orgânicos e permite separar o lixo doméstico em 3 lixeiras (Orgânicos, Recicláveis e Lixo comum)
  13. Minimalismo / Essencialismo, nos ajuda a encontrar propósito nas suas posses, ensina o desapego e “destralhamento”.
  14. Sebos, Brexós e Marketplaces online permitem-nos vender o que já não usamos ex: Mercado Livre, OLX, Enjoei, etc.
  15. Entidades como a Ellen McCarthur Foundation se dedicam a divulgar a economia circular

Viu como é fácil agir, com pequenas mudanças de atitude, e trabalhar para alcançarmos juntos a tão sonhada sustentabilidade?

Bora fazer? 😉

Saiba mais sobre Economia Circular



Fique a vontade para usar os comentários abaixo e contar suas experiências, dificuldades e dúvidas sobre este assunto. Se preferir um aprendizado individual, prático e direcionado, veja esses os cursos e serviços. Se preferir, entre em contato para uma conversa sem compromisso.

E se você aprendeu alguma coisa importante hoje, não esqueça de compartilhar com seus amigos em seus grupos de relacionamento e redes sociais ? .
Sharing is caring! :-)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima